x

Eu e as leituras

acabei de ler o "Caim"
adorei!! (principalmente o humor tão característico)
está fantástico este livro e lê-se tão bem, tão bem que não apetece parar.
ficou uma sensação estranha, a de saber que ele já não está cá para me escrever novas histórias.
felizmente, a obra é vasta e em breve vou mergulhar em páginas mais antigas.
(já trouxe "A jangada de Pedra" da estante do meu avô)
entretanto, o meu novo companheiro é este
mais técnico, mas igualmente delicioso, assim o espero.

estou super contente por voltar às minhas leituras de forma mais consistente.
houve uma altura em que me justifiquei com a falta de tempo,
mas na verdade, é tudo uma questão de prioridades
e organização dos minutos que o relógio dos dá.
*vou criar aqui no blog uma lista das leituras deste novo ano.
espero conseguir uma média de um por mês, não deve ser difícil...

13 comentários:

  1. esse é apenas uma vez por semana.
    viva a troca da TV pela leitura no sofá! ;)

    ResponderEliminar
  2. Sabes que às vezes tb me parece mentira que o Saramago já não esteja entre nós...felizmente pessoas assim conquistam a imortalidade através das suas obras. bj!

    ResponderEliminar
  3. exactamente Rita:)
    e que obra vasta ele nos deixou para ler e reler as vezes que nos apetecer. e cada leitura será uma nova descoberta.
    beijos

    ResponderEliminar
  4. Acho que vou tentar ler novamente Saramago, a primeira vez e ultima que tentei, 10 atrás, acho que era demasiado nova e desisti.
    Em 2011 também quero ler mais, vou ficar à espreita das tuas sugestões.

    ResponderEliminar
  5. Olá Dudu,
    podes começar pelo Memorial, foi a primeira obra dele que li e não esqueço, até ando com vontade de recordar!
    dá-lhe uma hipótese, é fabuloso!:)
    beijos

    ResponderEliminar
  6. Miga, quando quiseres rebentar de rir e ler um livrinho de crónicas, que se vai lendo no após deitar as pequenas e antes de adormecer o maridão aconselho-te: "Pensamento Mágico" de Augusten Burroughs! De resto, o Caim está na minha lista dos "para ler".

    ResponderEliminar
  7. Mulher!
    Obrigadão!
    Quero mesmo sugestões dessas!!
    Vou já anotar na minha lista dos "a comprar" lol
    beijão

    ResponderEliminar
  8. Eu já senti isso do "não ter novas histórias"... O meu escritor de sempre, o Vergílio Ferreira, e o meu poeta de sempre, o meu Eugénio de Andrade, já não me podem surpreender com novas histórias. beijos nossos

    ResponderEliminar
  9. Oh... esse é também o meu poeta:)
    beijos nossos também;)

    ResponderEliminar
  10. Gaja...
    E que bem acompanhada estás tu...
    Tenho de ler mais Saramago, apenas li o "Memorial do Convento" e o "Ensaio sobre a Cegueira"...
    Caim soa-me bem...

    ResponderEliminar
  11. Que giro. Eugénio de Andrade era o nome da nossa mesa no casamento (o tema era poetas portugueses) e o poema foi o nosso escolhido "tu já tinha um nome, e eu não sei se eras brisa, ou mar ou flor, nos meus versos chamar-te-ei amor". De facto, pelo que vou conhecendo de ti, faz todo o sentido que seja o teu poeta: ser feliz com o hoje, amar as coisas ditas pequenas na vida, ver beleza num raio de sol. Enfim, somos mesmo parecidas! ;)

    ResponderEliminar
  12. Teresa... vais-te passar! acreditas que esse foi um dos meus primeiros posts no blog da pequenita??
    vai ver, vai ver!
    beijos!!!!

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.
Design + development by MunichParis Design