x

a história da figueira

o destaque dado a esta ilustração justifica-se pela história atrás da história... eu explico.
um certo dia, recebi um email da ilustradora a pedir para, na aula seguinte, levarmos um conto da nossa infância. o meu pensamento foi logo: "a menina enterrada com a cabeça de fora".
fui criada pela minha avó materna até ao final da escola primária e não vos consigo descrever a felicidade desses tempos. da mesma forma que não sei explicar como passei tardes inteiras, dia após dia, tendo como companhia um só primo macho, quatro anos mais novo, sem me lembrar de uma única discussão. mais tarde nasceu o meu irmão e introduziu as traquinices no grupo.
a minha avó sempre teve um fascínio pelo dark side. os pormenores negros, os destinos tristes. mas sempre foi uma pessoa alegre. embora eu só me recorde desta história, imagino que tenha escutado outras do género. sem meninas em vestidos cor de rosa ou príncipes e cavalos brancos.
o problema é que eu não me lembrava da história toda... nem a minha mãe, nem o meu primo, nem o meu irmão... nem a minha avó! felizmente, há sempre uma coisa a que podemos recorrer quando tudo o resto parece falhar: o google!
liguei imediatamente à minha avó: "na internet? no computador? a minha história?olha 'nina... conta-me"
e assim, durante a minha pausa para almoço, os papeis inverteram-se. sentei-me de frente para o rio e contei a história à minha avó. e fomos felizes para sempre.as imagens anteriores são pormenores da imagem final.mais uma vez... feito em contra relógio.

A História da Figueira

Era uma vez, um senhor viúvo, que tinha uma filha muito bonita, com os cabelos longos e louros como ouro.
Um dia, casou-se com uma mulher que se tornou numa madrasta muito cruel.
Todos os dias a menina tinha de estar no jardim a vigiar a enorme figueira, para que os passarinhos não comessem os figos
Mas um dia... a menina distraiu-se e, enquanto fazia xixi (acredito que a parte da urina tenha sido introduzida pela minha avó), um pássaro comeu um figo.
A madrasta, furiosa, aproveitou o facto do marido estar fora de casa e enterrou a menina no jardim, deixando apenas os cabelos loiros de fora.

No dia seguinte, o marido chegou e procurou a filha, ao que a madrasta respondeu: desapareceu!
Nesse mesmo dia o jardineiro estava a cortar a erva do campo e ouviu baixinho:

"Não me corte os meus cabelos, que minha mãe mos criou.
Pelos figos da figueira que o passarinho comeu, minha madrasta me enterrou."

O jardineiro foi contar ao patrão o que acabara de ouvir.
Reconhecendo a voz da filha, mandou o jardineiro cavar a terra e encontraram a menina.
A madrasta foi-se embora e eles viveram felizes para sempre.

10 comentários:

  1. Que lindo!!! Adorei seres tua contar a história à tua avó...

    Eu já só tenho uma e aproveito tanto os momentos com ela. Vou muitas vezes tomar o pequeno-almoço com ela e ouvi-la contar histórias atrás de histórias...

    Agora outro assunto: quando é que posso ter um livrinho daqueles maravilhosos? Tenho de esperar pro dia 24???

    Bjs xx

    ResponderEliminar
  2. A ilustração está muito gira... Imagina se não tivesse sido feita em contra-relógio?! ;)

    Gostei do teu texto. Identifico-me tanto com ele, que nem imaginas.

    Beijos!

    ResponderEliminar
  3. Paula, tenho de esclarecer algumas dúvidas e depois já posso "aceitar encomendas" LOL

    Filipa: se te identificas é porque sabes bem o que é a felicidade:))

    ResponderEliminar
  4. há mais umas quantas assim.
    Há a menina pobre que morre ao acender fósforos, que também só vim a conhecer na faculdade quanto tivemos que re-escrever um conto infantil.
    :)

    ResponderEliminar
  5. ana, eu aprendi esta aos 6 ou 7 anos LOL

    ResponderEliminar
  6. A tua avó deve ser uma mulher muito especial, e deve ter adorado que lhe contasses agora a história que ela tantas vezes te contou:) bj e bom fds:)

    ResponderEliminar
  7. Nao conhecia a historia
    gaja a ilustracao esta linda e colorida como eu gosto :-)
    beijinhos bom fds
    Agora tens de fazer um mini-livro com a historia ilustrada e ofereceres a Bivo'

    ResponderEliminar
  8. Isso, também quero um livro AUTOGRAFADO! :D
    Bjs*.*

    ResponderEliminar
  9. Que fixe!!!
    Os desenhos estão lindos!!!
    Sabes que ainda não encontrei a minha história?! Mas continuo a procurar!!!
    Jocas

    ResponderEliminar
  10. Esclarece tudinho e diz-me qq coisa.

    Bjs xxx

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.
Design + development by MunichParis Design