x

dispara, dispara

ultimamente tenho exagerado no número de fotos tiradas por segundo. ando até a considerar pedir ao Pai Natal uma máquina que me permita explorar um bocadinho mais, fazer umas brincadeiras controlando melhor o que estou e quero fazer. ao mesmo tempo, a minha mini câmara (sempre comigo para todo o lado, adoro-te pequena), faz-me acreditar que se calhar é o olho e não a lente que fazem a diferença entre uma boa e má foto. isto no reino dos fotógrafos de trazer por casa. óbvio.

*e se eu considerar fazer um upgrade? que máquinas me sugerem?

20 comentários:

  1. Esta foto foste tu que tiraste?
    Está... UAU!

    ResponderEliminar
  2. Primeiro, esta foto está brutal! ;)

    Apesar de nunca ter feito nenhum curso de fotografia, tenho amigos meus que já fizeram e a primeira mensagem que lhes é passada é a de que não interessa a máquina mas o saber observar. Mas, acho que fazes bem em investir numa máquina melhor e que gostes. Também ando a pensar nisso, mas sou uma maçarica com fotos. Adoro, mas não sai nada de jeito. Eheh!

    ResponderEliminar
  3. Eu acho que o olho de quem capta a fotografia é muito importante. A sensibilidade da luz e dos motivos não é com lentes que se consegue:-)

    ResponderEliminar
  4. Filipa, tirei outras "desta série", estava uma luz espectacular.

    Fios, acredito mesmo assim, às vezes gostava de conseguir controlar melhor algumas coisas, nomeadamente quando a luz não é a melhor...

    ResponderEliminar
  5. Está linda!!!!!
    É tão captar aquele momento... Estive a imprimir fotos dos últimos 5 anos e foi tão bom o que encontrei!!!!!
    Jocas

    ResponderEliminar
  6. Ai que me faltaram palavras...

    Estava a dizer que é mesmo muito bom quando se consegue prender aquele momento.

    ResponderEliminar
  7. Sem dúvida que o olhar faz toda a diferença. :) Esta foto está mesmo gira!

    Por outro lado, uma um bocadinho melhor só te abre ainda mais os horizontes. Podes controlar a luz, a sensibilidade, o tempo de exposição e o plano de foco e, sobretudo, o próprio tempo de resposta da máquina! Há dois anos comprei, em segunda mão, uma Canon 350D e adora-a. Não dá para andar comigo para todo o lado porque ainda é pesadinha mas é fabulosa. O foco manual e o tempo de resposta são o que gosto mais de controlar.

    De fotógrafa de trazer por casa para para fotógrafa de trazer por casa, como gosto muito da Canon (e porque não conheço a Nikon) aconselho-te a Canon 550D (já saiu a 600D, mas penso que não compensa a diferença de preço). As séries inferiores (1000++) ou superiores (como a 60D ou a 7D) já são muuuuita fruta! :)

    Depois se precisares de algum curso "Canon em 5minutos" conta comigo.

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  8. Vera, muito obrigada. falaram-me exactamente dessas máquinas:)

    ResponderEliminar
  9. Poderosíssima!
    Mas que foto, art!!!
    Quanto ao que referes, não é a máquina que faz uma boa foto mas sim o olho/sensibilidade do fotógrafo. Por exemplo (e perdoa-me a vaidadade...) eu tenho boas fotos tiradas até com a máquina do telemóvel...
    Quanto a sugestões, tudo depende de quanto estás disposta a investir.

    ResponderEliminar
  10. está porreira, não está Hugo?
    tenho mais, estava uma luz e um ambiente fora do vulgar. vou fazer umas pesquisas. se me decidir a investir, antes disso peço-te uma opinião. obrigada:)

    ResponderEliminar
  11. Gaja vai partilhando a tua pesquisa, vou estar atenta, tambem tenho de investir numa a minha e' horrivel para tirar fotos no interior ... e agora nao vao faltar motivos para registar esses momentos no interior hihih
    beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Gostei, gostei, gostei!

    Também adoro tirar fotos mas não percebo nada de máquinas. Uso uma sony daquelas pequenas mas gosto da sensação de ter uma máquina de verdade. Não estupidamente cara mas daquelas que nos fazem sentir a fotografia de outro modo...

    Bjs xx

    ResponderEliminar
  13. eu não percebo nada de máquinas como sabes mas ando com uma paixão recente de fotos "Lomo" ou lá como se diz, queria uma máquina dessas. Lembraste as máquinas que vimos em Madrid?

    ResponderEliminar
  14. eu namorei umas Lomo e FishEye em Madrid... tu não ligaste nenhuma!

    ResponderEliminar
  15. SAV e Art, há uma embaixada Lomo no Porto! :) Eu tenho uma Diana F+ há menos de uma semana... Estou tão curiosa para ver o que vai sair daquele rolo!!! :)

    ResponderEliminar
  16. Eu não te quero desgraçar! :) Mas... a máquina é tão fixe! É toda mecânica. A única coisa que leva pilhas é o flash (que ainda não tenho) de resto é tudo quase "primordial". Tens um sítio para regulares "mais ou menos" a distância ao objecto de forma a focares (três intervalos de distância), um para definires +/- a luminosidade e um para o tempo de exposição (opção 1: baixas a patilha e o diafragma abre 1/60segundos, opção 2: diafragma sempre aberto enquanto a patilha de disparo está em baixo. A melhor parte: não há controlo sobre o filme, pelo que é possível fazeres exposições duplas (tirar uma foto "em cima" da anterior). Se tiver alguma coisa de jeito eu mostro-te o resultado deste primeiro rolo! :)

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.
Design + development by MunichParis Design