x

Dia Mundial da Poesia

Respiro o teu corpo 
Respiro o teu corpo:
sabe a lua-de-água ao amanhecer,
sabe a cal molhada,
sabe a luz mordida,
sabe a brisa nua,
ao sangue dos rios,
sabe a rosa louca,
ao cair da noite
sabe a pedra amarga,
sabe à minha boca.

Eugénio de Andrade

10 comentários:

  1. Amo este também. Que coincidência! beijos nossos

    ResponderEliminar
  2. Lindo poema e lindos posts. Adorei a casa na árvore. Mudaste aqui o cantinho e eu já estou com saudades do antigo. Porque será que aqui não consigo imaginar outro? Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. brown eyes, não gostas do balão? :(oohhh

    sabes, quero personalizar o blogue, ter a Naomi Campbell no cabeçalho não era bem a "minha cara"
    mas ainda está sujeito a muitas mudanças. obrigada pela sinceridade.

    beijocas

    ResponderEliminar
  4. Adoro este poema. Usei-o num trabalho da universidade, na cadeira Técnicas de Expressão. :)
    Beijos *.*

    ResponderEliminar
  5. Art o defeito deve ser meu porque admito mudanças em todos os blogues mas no teu achava que a Naomi era a cara dele. Que fazer? Nem eu te sei explicar o porquê. Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Enquanto houver poesia... há esperança!

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.
Design + development by MunichParis Design