"as ideias são fogo, fazem corar as faces"



 "o impossível deles, aquilo a que chamam impossível, é a matéria a que aspiramos. temos fome desse impossível e é nele que exercemos a nossa acção" - José Luis Peixoto

este texto, este vídeo (este homem...) entrou directamente para o n.º1 do meu top de preferências, partilhando o lugar com a falsa democracia do meu Saramago (seguidos de perto pela Yoko). 
este texto não se limita a dizer aquilo que eu, até agora, não conseguia encontrar palavras para descrever. representa muito mais. foi-me enviado por uma amiga. uma amiga que partilhou comigo um recreio em terra, com uma figueira enorme. pelo caminho (da vida), essa amiga perdeu-se no tempo, entre escolhas e motivações distintas. mas encontrei-a... ao lado de outra amiga. eu não acredito em muitas coisas que muita gente é devota  mas acredito em nós. nas pessoas. na energia que somos e que emanamos. principalmente no olhar. quando a reencontrei, 20 anos depois (outch), não foram precisas muitas palavras. ouvi a gargalhada de sempre acompanhada de um "estás igual". ela não deve ter a noção disso mas foi o melhor elogio que me podia ter feito. eu, pessoa crescida com sonhos de criança, tenho 6 anos. foi a primeira coisa acertada que me disse. depois, o tempo foi pouco para tudo o que tínhamos para dizer mas dissemos. tudo e mais alguma coisa. e sentimos outras tantas coisas mais. mas o que me deixou desarmada foi a confiança, segura e olhos-nos-olhos, que depositou em mim. no discurso louco que só é coerente ao nível dos sonhos e que ela percebeu. e incentivou.

não digam que eu escrevo bem. sou na verdade muito enganadora e tendenciosa. só acerto nas palavras quando saem sem filtros, directamente do coração. este poderá ser o caso. é que eu acredito nas pessoas, e nas energias que transmitimos e ela deixa-me com a carga no máximo. com a vantagem de me fazer sentir bem, com os meus sonhos e desejos mais infantis. e cada vez que converso com ela, é muito bom. é como se voltasse a correr e saltar nos campos de erva alta da minha avó. 
sim isto é para ti Joana. 
com um beijo para a Anita.

*aposto que da próxima vez me pagam o almoço. acho que dei graxa suficiente... esforcei-me por isso;)

8 comentários

  1. PERFEITO! Não digo mais porque sinceramente não vale a pena dizer-te o quanto o meu pensamento se encaixa no teu!

    ResponderEliminar
  2. Muito bem escrito,
    sabe bem estar com pessoas assim,
    bjo e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  3. pois escreves muito bem, e sente-se realmente que o que escreves te vem do coração:) bj e bom fds para vocês!

    ResponderEliminar
  4. Texto lindo.
    E, viva a amizade e os olhos-nos-olhos! :)
    Beijos *.*

    p.s.- sexta-feira...yeaaah!

    ResponderEliminar
  5. BEIJOS a todas.

    divirtam-se no fim de semana;)

    ResponderEliminar
  6. Também ando "apaixonda" por ele e fascinada por Saramago que foi uma descoberta tardia. O texto do Peixoto é simplesmente perfeito! E tu escreves muito bem

    ResponderEliminar
  7. Estou a conhecer o trabalho do José Luís Peixoto e cada vez gosto mais :)
    Obrigada por teres publicado este texto aqui!
    A crença em algo é inevitável no Homem!

    Um grande beijo e um bom fim de semana*

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.