presa na alfândega

com o calorão de ontem, refugiei-me na frescura do granito. o cruzar de linhas que se vêem no chão, denunciam a azáfama de outros tempos. o edifício da Alfandega do Porto vale a pena visitar, seja para conhecer o espaço museológico mas sobretudo para nos deixarmos envolver por colunas, portas e janelões.
apesar de me sentir bem no interior, não resisti a uma saída e, debaixo de um sol em modo férias de verão, fotografar um dos objectos que mais gozo me deu desenhar, enquanto estudante. guardo em casa o desenho desta grua e no coração os parabéns do meu professor... e cá estou eu, em frente à porcaria de um monitor.

4 comentários

  1. O problema de sair é dps perceber que é aquilo que é viver! Não é isto presas em cadeiras, secretarias, monitores... O teu desenho certamente merecia os parabens mas acredito que o trabalho que fazes em frente a esse chato computador também o merece!!! Beijo

    ResponderEliminar
  2. Conheci esse edifício há cerca de 4 anos, quando participei num congresso e o que eu adoro estes espaços carregados de história!
    Depois quem é que se quer encafurnar num escritório, enquanto o sol está lá fora a desafiar-nos?!

    ResponderEliminar
  3. E pra quando a publicação desse desenho? Tipo, foto vs desenho! Eu gostava de ver! :)
    Beijos *.*

    ResponderEliminar
  4. thegirl chic, sim... por vezes, tb gosto do que sai do PC;) beijoca (com inveja dessas águas por onde andaste)

    Naná, é mesmo. e hoje está um dia particularmente bonito! temperatura amena e céu azul. perfeito :)

    blue, vou procurar!;) és uma cusca...

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.