x

Batatas

olhei para elas e imaginei-me no meio. "uma batata. eu sou pouco mais que uma batata." 
ali todas juntas, como se fossem um grupo e são só batatas. umas viradas para um lado, outras viradas para o outro. são batatas. não pensam, não mexem, não sonham. ficam ali à espera que o destino lhes diga, se querem terminar cozidas ou assadas. muitas têm um final inglório, ao desaparecer num panelão de sopa.
no escritório eu era mais uma batata. não pensava, pouco mexia e passava o dia a ser cozida.
demorei uns três anos a perceber que a irritação estava a passar de mim para os outros. houve quem se oferecesse para tomar a decisão por mim. houve quem achasse ingenuidade a mais de minha parte. que todos nos queixamos do mesmo. até essas pessoas foram importantes. ao acharem que os sonhos se encontram encerrados entre almofadas e lençóis, deram-me ainda mais razão.
sim, eu acho que os sonhos não têm de pertencer ao mundo da fantasia. e acho que se reinventam, que se renovam. que se tornam reais e palpáveis. por isso abanei esta cabeça de batata e despedi-me.
...
em Setembro estarei 100% disponível para testar o que já não cabe na minha cabeça nem no papel. estou sem espaço no disco. tenho de tirar coisas cá para fora, deixá-las voar e voltar a riscar o papel. caso tenham alguma dúvida em relação ao que sinto, sim, estou borrada de medo. mas sim, ando com um sorriso parvo constante. e nem o pingo no nariz que me apareceu em vésperas de ir de férias me afecta. se eu quiser, limpo à manga. sou livre, carago. e recuso-me a ser batata. eu sou, eu. e gosto bastante, obrigada. 
hoje termino o dia a dançar aquilo que adoro e entro em férias. a mais pequena hoje sussurrou que era feliz porque faltava um dia para eu a ir buscar à escola. e eu tenho nela a prova maior, que os sonhos se tornam mesmo realidade. querem apostar?

29 comentários:

  1. Vai correr tudo bem, tenho a certeza! :) Boa sorte!

    ResponderEliminar
  2. Tão bem escrito, art!!!
    Somos todos batatas! E mesmo cozidas, cada uma é cozida à sua maneira. Até pra isso é preciso ter art! ;)
    Voa "batata"! :D
    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Opa até ia deixando o leite ferver a tua conta.
    Fiquei pedida nos tua palavras, bebias cheia de sede e acredita que até fazes acordar qualquer batata.
    É tão bom ver pessoas assim cheias de garra, prontas para dar tudo por tudo.
    W sem dúvida que o teu maior sonho já te susurra ao ouvido.

    Escrevo este comentário e tenho os olhos embaciados, seguro as lágrimas e o meu leite arrefece....
    Porque não é só a infelicidade que mostra trás as lágrimas, eu hoje lagrimei por ver essa tua felicidade.
    Obrigada pela partilha.
    Se feliz querida e dança muito, muito mesmo!

    Baci*

    ResponderEliminar
  4. E desculpa os erros mas este telemóvel as vezes prega-me partidas......

    ResponderEliminar
  5. muito obrigada a todas.
    a força que sinto desse lado não me é indiferente.

    Ombemua, um beijo e obrigada pelas palavras;)

    ResponderEliminar
  6. Batata? Só se fores uma batata casada :D bute comadre! O céu Não é o limite :D

    ResponderEliminar
  7. Parabéns Art,é preciso muita coragem para tomar essa decisão, mas tu és a
    MULHER CORAGEM,
    MULHER SONHADORA,
    ÉS UMA FORÇA DA NATUREZA,
    eu tenho a certeza que vai correr tudo bem,
    eu "quase" tenho a certeza que ainda nos vamos cruzar

    bora lá aproveitar essa liberdade,
    beijo

    ResponderEliminar
  8. Artesinha,
    Recentemente fiz exatamente isso.... o meu trabalho não é criativo mas onde estava sentia-me a ficar a cada dia que passava um pouco mais "burra" sem pensar, sem inovar, a desesperar pelo horário de saída.... agora.... não tenho horário de entrada nem de saída, trabalho tudo o que posso e tenho sempre mais para fazer... ótimo nesta altura em que todos dizem que não há trabalho, sim nós temos.... independentemente se traz melhorias económicas que por enquanto ainda não se notam... mas sou muito melhor desde que dei o passo.... mais livre mais empenhada mais motivada mais e mais.... Parabéns, que tudo corra bem =)

    ResponderEliminar
  9. Que texto fabuloso, art!!!! Como eu te entendo, nem sabes...

    Do que te "conheço", apenas através do blog, sei da paixão e da vocação que tens pela tua arte. Isto, aliado a coragem e determinação, só pode resultar muito bem. Acredito.

    Desejo-te toda a sorte do mundo e já agora umas excelentes férias! :)

    ResponderEliminar
  10. Assusta um pouquito, mas tenho a certeza que vais conseguir e vais ter muito sucesso... Por tua conta!!!!
    Jocas*

    ResponderEliminar
  11. Essa tua força e energia só podem levar a algo muito bom:) A new journey begins:) bj!

    ResponderEliminar
  12. comadre, SIGA PRA BINGO!

    ANF, muito, muito obrigada;) obrigada pelas palavras e pelo voto de confiança;)

    Just like Honey, tudo de bom para ti também, nesse caso. devagar se vai ao longe, certo;) bom trabalho!

    Hugo, entendo que me entendas:D e tenho a sensação que também tens muitos sonhos para realizar;) fico a aguardar:)

    candybabe, hehe e eu não tenho medo do lobo mau:)

    Rita, obrigada! vamos lá arregaçar as mangas que já se faz tarde;) beijocas

    ResponderEliminar
  13. Era o que calculava. Não é fácil tomar uma decisão dessas. Estou ha um ano e um dia no meu local de trabalho e hoje falei com uma colega que está cá há 12 anos e tem o sonho de abrir o negócio dela (e tem uma boa ideia). E vejo o quanto é fácil uma pessoa acomodar-se e deixar os sonhos pendurados.
    Eu ainda não tenho coragem para tomar a tua atitude, tenho algumas ideias mas não tenho planos para nada ainda. Talvez um dia também deixe de ser uma batata, não há nada como ver os bons exemplos a aparecerem à minha volta.
    Desejo-te toda a sorte, força e motivação do mundo. Vais ser feliz, tenho a certeza! :)

    ResponderEliminar
  14. que querida. obrigada Analog Girl.
    dá tempo ao tempo... eu estive aqui quase 10 anos...

    ResponderEliminar
  15. 10 anos?? Não sei como consegues! Eu saltitei tanto de trabalho em trabalho, e às vezes ainda sinto essa necessidade (agora queria assentar um pouco por isso tenciono manter-me neste mais uns tempinhos). Fogo, 10 anos é mesmo muito tempo. Mas nos meus "saltitanços" também tenho andado ainda a perceber o que realmente quero, por isso compreeendo mesmo o que sentes e como custa deixar passar os anos a desejar outro futuro mas sem saber bem como o atingir.
    Estou ansiosa de ver o que nos vais presentear daqui a uns tempos e espero um dia ter a tua coragem.
    Beijinho grande
    Estou muito feliz por ti!

    ResponderEliminar
  16. Parabéns pela coragem! Vais ver que não te vais arrepender! eu fiz exactamente isso há uns tempos e não há dinheiro que pague essa sensação de sermos donos de nós próprios!!

    Felicidades nos teus projectos, vais ver que correm bem!

    bjnhos,
    P.

    ResponderEliminar
  17. Gaja, já sabes "break a leg"! Apoiado a 100%. Cá estarei para te aplaudir de pé:-) Beijinhos

    ResponderEliminar
  18. Vai correr tudo bem!!! e temos mesmo que seguir os nossos sonhos:) Bjs e muito boa sorte

    ResponderEliminar
  19. MUITOS PARABÉNS! Pela decisão, pela coragem, por tudo!

    E daqui vai um beijinho carregado de desejos de tudo de bom para ti!

    ResponderEliminar
  20. Este post arrepiou-me a pele (por tua culpa os meus pelos vão crescer mais rapido :P). É tão bom quando trocamos o certo pelo incerto que nos faz feliz. Eu também estou na mesma situação, embora me pareça que de uma forma diferente, o que importa é sonhar e saber que os sonhos vão mais além do que a almofada e os lençois se nós fizermos por isso. Boa sorte

    ResponderEliminar
  21. Coquinhas, boa sorte para ti também! e desculpa lá essa coisa dos pelos LOL (fizeste-me rir)

    ResponderEliminar
  22. Querida, o pc foi abaixo e já não apanhei no chat. Em contrapartida consegui abrir as batatas;-)
    Tenho a certeza que tomaste a melhor das opções e que te espera um futuro cheio de sucessos.Tu és grande e mereces.

    ResponderEliminar
  23. Bem, já há uns largos meses que sigo este blogue, mas só hoje dei com este texto!
    Impressionante como alguém que nos é desconhecido descreve tão bem aquilo que sentimos.

    Podia ter sido eu a escrever. Sinto me uma batata quando tenho muito mais para dar do que estar sentada numa secretaria, em algo que não me realiza, enquanto tenho tantas ideias para ser feliz "lá fora", fazendo aquilo que me dá prazer e tantas outras coisas. podia trabalhar de sol a sol mas a fazer o que gosto seria com certeza feliz.

    Despedir me é uma coisa que está em mente porque não me apetece ficar sentada à espera que a vida passe e eu desanimada.

    Este texto foi uma grande inspiração, agradeço por isso! é bom saber que "não estamos sozinhos" nestas sensações.

    Que tudo corra pelo melhor!

    ResponderEliminar
  24. Sorriso, boa sorte e qualquer coisa está à vontade para escrever. É uma decisão difícil e por isso deve ser bem ponderada mas depois de termos a certeza que é mesmo por aqui que temos de ir... então tudo se torna mais claro e com outro sabor;)

    O trabalho quadriplica mas é mesmo verdade, por gosto não cansa nada... muito pelo contrário, faz bem a tudo!!!

    Beijos e tudo de bom

    ResponderEliminar
  25. Epah nunca me tinha visto como uma batata! lol muito bom, mas também não fui batata por muito tempo - logo que comecei a trabalhar percebi que não queria fazer parte do rebanho, queixar-me desde a hora que entrava até que saía e desejar pela sexta-feira já no domingo à noite. O meu nível de persistência não deve ser muito alto porque decidi logo dar o salto, para não correr o risco de me acomodar e passarem anos nisto. O meu maior medo é mais tarde olhar para trás e ver que desperdicei a minha vida, não é arriscar. Se bem que a miaúfa seja constante, mas as ideias, fazer o que gosto e como gosto, o feedback...ultrapassa tudo! :)

    E sim, os sonhos tornam-se realidade, basta acreditar muito e deixar os medos de lado, ignorar quem não compreende e nunca, mas nunca, duvidar de que estamos no caminho certo. Pode ser difícil e diferente mas se sentimos que é isto, então é! :)

    Já venho tarde na leitura do post, mas parabéns pelo salto, tenho a certeza de que correrá sempre tudo bem! :) ***

    ResponderEliminar
  26. E eu desconhecia esta tua publicação... Também eu deixei de ser batata em 2008. Deixei o atelier de arquitectura para abraçar os sonhos.

    Gosto cada vez mais de te ler :D

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.
Design + development by MunichParis Design