x

Detalhes de um dia de chuva

"Se não os podes vencer, junta-te a eles". Eu juntei-me a ela, à chuva. Farta estava eu de a ver apenas da janela. Senti os pingos nos braços e arrefeci os pés, feliz da vida. Ninguém abrandou para tentar perceber o que eu decidia fotografar, sob os meus pés. E eu agradecida, continuei.

Chove uma grossa chuva inesperada,
Que a tarde não pediu mas agradece.
Chove na rua, já de si molhada
Duma vida que é chuva e não parece.

Chove, grossa e constante,
Uma paz que há-de ser
Uma gota invisível e distante
Na janela, a escorrer...

Miguel Torga in "Diário II", 1943

2 comentários:

Com tecnologia do Blogger.
Design + development by MunichParis Design