Cada coisa a seu tempo

Tudo começou com uma visita relâmpago à capital. Super satisfeitos com a visita à hamburgueria, relaxados com o Circo Mágico mas surpreendidos por um vento terrivelmente gelado, que circulava ali à beira Tejo. Eu, pessoa que convive (e vive) de perto com as nortadas digo: frio, muito frio.
O resto da semana foi ao ritmo do vírus, que de constipação passou a gripe e terminou numa otite. Aproveitamos as febres altas para encher a casa de Natal e dar novas cores e cheiros à cozinha, que é como quem diz, encher o chão de farinha e experimentar receitas novas. Na imagem, o pão de maçã e avelãs da Mafalda Pinto Leite (receita aqui). 
As conversas de madrugada, quando a febre faz transpirar o corpo e o sono fica esquecido, andaram quase sempre em volta de uma bolinha de pelo preto que anda lá por casa dos meus pais. A Maggie é o assunto preferido do momento.
O trabalho foi feito em modo "pára-arranca" e a lista de tarefas tem agora frente e verso. Tudo se apresenta em contra-relógio mas não há impossíveis quando este solzão brilha lá fora e (o pormenor que faz toda a diferença), eu posso parar e beber um chá quente no pátio, aproveitar para enxotar o gato da vizinha e fazer fotossíntese. Quando bem entender.
Continuo a acreditar que talvez um dia os vírus desistam de nós. Embora também suspeite que possam achar piada ao que se passa cá por casa e resolvam voltar. Estaremos prontas. De pincel na mão e avental no corpo. Sacanas.

8 comentários

  1. Oh também queroooooooo!!!! Coisa mais linda, fofa e tudo e tudo!!! Ai se eu tivesse um quintal era certinho, adoro animais!! E agora que estás mais tempo em casa podes dar-lhe a tenção de que ele precisa!!! Tão bom! beijocas nossas

    ResponderEliminar
  2. Sim, os vírus são mesmo uns sacanas.
    Beijocas :)

    ResponderEliminar
  3. Eles que se vão embora, já não era sem tempo! bj e as melhoras.

    ResponderEliminar
  4. Teresa, a cadela não vive cá em casa mas sim em casa dos meus pais.
    Achamos que a Gabriela ainda é muito pequena mas está nos planos, sem dúvida.

    Beijocas Blue;)

    Rita G. mesmo! e sei que entendes perfeitamente o que quero dizer;) boa semana

    ResponderEliminar
  5. sim Ana, mas foi "chegar, ver e vencer".
    ando a considerar uma nova visita, ainda não fui ao meu Saramago :D

    ResponderEliminar
  6. Eu nem gosto de maçã mas esse pão tem um aspecto delicioso ;)

    ResponderEliminar
  7. Libelinha, este pão evaporou-se lá de casa. Eu adoro maçã mas o sabor principal é o da avelã. Fica super fofo e é muito simples de fazer. Eu optei por regar com mel (tenho sempre lá em casa) e foi de comer e chorar por mais :D

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.