Mas porquê?

Preparei-vos algumas surpresas até ao meu regresso. Sempre que possa vou actualizando com imagens o Instagram
Tenho ouvido esta pergunta, de vez em quando. Umas vezes pelo facto de termos optado pelo carro, outras porque ela ainda só tem quatro anos e, às vezes, porque é muito longe.
Há uns anos atrás (décadas...), eu e ele resolvemos começar a amealhar para dar umas voltas aos sábados. Tinhamos uma folha de excel e um papel anexado, onde assinamos concordar que aquele dinheiro era destinado a passeios e onde também me comprometi - e não cumpri - a deixar de roer as unhas. Assim que atingíamos o saldo necessário, enchíamos a mochila com umas sandes para o caminho e passávamos o dia num lugar diferente. 
Um dos primeiros destinos foi a cidade de Tomar. De repente eu era parte do que aprendia nas aulas, a janela mais famosa dos livros de História de Arte estava à minha frente e ao meu lado estava a pessoa ideal para partilhar todos os detalhes que me chamavam à atenção. Tudo era real.
Se não tivéssemos optado pelas viagens de estrada, provavelmente nunca teríamos sido surpreendidos por pequenas vilas e cidades como Tordesilhas (onde assinaram o Tratado), Ronda (onde passou férias o Hemingway), Arles (onde viveu o Van Gogh) ou Èze (com ruas as cheirar a chocolate) mas acima de tudo não conheceríamos tão bem os cantos e recantos do nosso país.
Por isso vamos porque queremos ir. Para onde pouco importa, desde haja uma estrada (há mais mundo para além da Route 66), que nos faça optar por outro caminho, surpreender por uma paisagem ou lembrar para sempre o sabor de um simples croissant. 
A melhor resposta ao porquê talvez seja... porque somos curiosos. Só isso. E porque temos connosco uma pequena filha cheias de porquês para dar resposta. Que descobre bolas nos beirais e se fascina com o facto de ter um primo a viver na China... e outro em São Francisco e outro em Angola e em breve o padrinho na Jordânia.
Porque queremos mostrar-lhe que a vida pode ser contada em várias línguas mas que sabe muito bem, voltar a casa.


But why? I have heard this question a lot lately. Sometimes it is because we opted for the car other because she is only four years old and sometimes because it is too far. 
A few years ago (decades), he and I decided to start hoarding to do some road trips on saturday. We had an excel sheet and attached a paper, that we both signed agreeing that  the money was intended for tours and also where I committed - and didn't stick to the promise - to stop biting nails. So whenever possible, we filled the backpack with some sandwiches and spent the day in a different place. 
One of the first destinations was the city of Tomar. Suddenly I was part of what I learned in class, the most famous window on art history books was ahead of me and next to me was the ideal person to share all the details that called me the attention. Everything was real. 
If we had not opted for road trips, probably never would have been surprised by small towns and cities as Tordesillas (where the Treaty was signed), Ronda (where Hemingway spent some vacations), Arles (where Van Gogh lived) or Eze (with streets that smelled of chocolate) but essentially we wouldn't know so well our own country. 
So we go because we have to. Doesn't matter where, as long as there is a road (there are more roads in the world besides Route 66), that make us choose another path, get surprised by a landscape or always remember the taste of a simple croissant. 
The best answer to "why?" it might be ... because we are curious. That's it. And because we have with us a child full of whys to respond. Who discovers balls in the eaves and is fascinated with the fact that her cousin is living in China... and another one in San Francisco, and another in Angola and soon her Godfather living in Jordania.  
 Because we want to show her that life can be told in many languages ​​but that is always a great feeling to be back home.

8 comentários

  1. Boa viagem!! Aproveitem muito. Divirtam-se ainda mais. Fico a aguardar o relato dessa aventura...

    Beijinhos! :)

    ResponderEliminar
  2. divirtam-se muito nesta aventura, boa viagem:) bj!

    ResponderEliminar
  3. nós por cá tb viajamos mt de carro... é uma experiência única! Adorei o post!

    ResponderEliminar
  4. Gaja, e é tão bom descobrir o mundo! Quando eramos pequenos também viajavamos montes de carro e tenho optimas recordações desses tempos! Boa viagem! Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Porque sim, porque podem, porque merecem.

    Aproveitem...

    ResponderEliminar
  6. Os meus pais também são assim e hoje em dia conheço uma grande parte do nosso país e tenho óptimas recordações dos fins de semana prolongados e das férias.

    Tenho um foto nesse espelho! :)

    Beijinho e boa viagem! Divirtam-se! :)

    ResponderEliminar
  7. Boa viagem , família linda!!!!
    Espalhem o vosso sorriso por essa Europa! :)~
    Beijos <3

    ResponderEliminar
  8. Eu sempre tenho dito que a melhor maneira de conhecer o mundo e' de carro :-) se nao so conhecer o aeoporto de partida e de chegada e perdeste kms e kms de paisagens maravilhosas
    nos po aqui fazemos o mesmo...
    bjinhos e boa viagem

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.