x

PORTO Best European Destination 2014

Este vídeo, e esta notícia, já circula há algum tempo nas redes sociais. Eu também participei na votação mas confesso que após a notícia da eleição do Porto para Melhor Destino Europeu não vi o vídeo. O motivo é o mesmo pelo qual eu não consigo trabalhar ao som de rádio. Ouvir constantemente as mesmas músicas (para não falar nos anúncios) é algo que me consegue deixar nervosa. Prefiro ouvir os podcasts da Mixórdia de Temáticas e do Tubo de ensaio, tranquilamente, quando bem me apetece. 
Hoje foi o dia em que perdi quatro minutos a ver este vídeo. Nunca morei no Porto mas atravessar este rio foi sempre especial. Com a cabeça encostada ao ombro da minha mãe, atravessei a ponte para ir comprar roupa, muito antes dos shoppings, muito antes das marcas multinacionais. O dia de "ir ao Porto" era uma verdadeira aventura. Era pouco frequente e por isso muito desejado. Era caminhar até doerem as pernas, era lanchar na Império, era regressar a casa com o sol a deitar-se, para lá da ponte da Arrábida. 
Anos mais tarde atravessei a ponte a pé, quase em passo de corrida, quando o trânsito não combinava com a minha hora de entrada nas aulas. Às vezes com chuva, muitas vezes com vento. Eu a olhar para o horizonte, a tentar equilibrar o corpo entre as vertigens de "olhar para baixo" e a destreza de levar comigo uma capa com desenhos tamanho A1. Era sair das aulas a correr pela Rua 31 de Janeiro acima para apanhar o último autocarro que me podia levar de volta a casa. Mas entre esses dois momentos, eram dias cheios. Dias em que me sentava nas soleiras de granito a conversar. Dias em que me sentava nas pedras do chão a desenhar. Dias em que me servia das escadarias e das vielas para chegar ao destino mais rápido. 
Fico muito contente com esta distinção mas, para mim, é indiferente. É que para quem gosta, o que os outros pensam é irrelevante. Porque quando se gosta mesmo, há sempre algo que só nós vemos. Que só a nós pertence. E o Porto é meu e não há cor nem luz mais bonita que esta.

 

This video  and this new, is circulating for some time on social networks. I also participated and voted but I confess that after the new of the election of Porto for Best European Destination I did not see the video. The reason is the same by which I can not work with the radio sound. Constantly hearing the same songs (not to mention the advertisements) is something that makes me very nervous. I prefer to listen to podcasts whenever I please.Today was the day I spent four minutes to watch this video. I never lived in Porto but crossing this river was always special. With my head against my mother's shoulder of I crossed the bridge to buy our clothes, long time before the malls, long before the multinational brands. The day of "going to Porto " was a real adventure. It wasn't very frequent and it was much desired. It was walking till we get sore legs, it was snacking on Império, it was returning home with the sun setting down over the Arrábida Bridge .Years later I crossed the bridge on foot, almost in step run, when the traffic did not match my entry time in classes. Sometimes it was rainning, very often it was windy. I looked to the horizon, trying to balance my body between the vertigo of "looking down " and the skill of carrying with me a A1 size briefcase with drawings. It was coming out of classes and running up through 31st January street to catch the last bus that could take me back home. But between those two moments those were fullfilled days. Days when I sat in granite sills talking with friends. Days when I sat on the stones of the floor drawing. Days that I went through the typical staircases and alleys to reach the destination faster.I am very happy with this distinction but, for me, it is irrelevant. You see, It is for those in love, what others think is irrelevant. Because when you love, there is always something that only you see. That only belongs to you. And Porto is all mine and no color or light more beautiful than its own.

1 comentário:

Com tecnologia do Blogger.
Design + development by MunichParis Design