Paris, parte 7: de barco pelo Sena

O passeio nos Bateaux Mouches foi a cereja no topo do bolo, nesta nossa viagem. Num final de dia muito quente e muito bonito, em vésperas de regressar a Portugal, fizemos a despedida de Paris num passeio de uma hora, num barco pelo rio Sena.

É lindíssimo este passeio. Mais uma vez, senti a minha pequena e magra veia romântica a engordar e a fazer notar o meu ritmo cardíaco. Estava apaixonada.
A cada enquadramento uma ponte diferente, o Louvre a passear comigo (imagem em cima), depois a Notre-Dame a espreitar a minha filha a acenar às pessoas.
E eram das pessoas as margens do cena. Ali passamos por aulas de salsa, por amigos em volta de uma toalha estendida a jantar, por mães a conversar rodeadas pelos seus filhos a brincar à sombra.

De pernas voltadas para o rio, e sem necessidade de bancos, cadeiras ou mesas, junto ao rio, vive-se.

 As declarações de amor, nos cadeados que inundam cada vez mais pontes, brilhavam contra o sol.

E novamente a torre Eiffel surge perante nós renovada, atrás de uma ponte com candeeiros suspensos.
Por esta altura já não consegui evitar ter os olhos completamente encharcados de água. Posso não ser uma pessoa romântica mas sou, sem dúvida, uma rapariga sensível. E este cenário explodiu todos os meus sentidos, as músicas que se ouvia nas margens, as cores e os brilhos cada vez mais intensos. Eu, ele e ela, num barco em Paris de França.

À saída do barco, continuamos a aproveitar os novos tons da cidade. A tirar fotos às nossas caras e cabelos, também eles brilhantes e dourados.         Felizes.

Enquanto a torre desaparecia nas nossas costas, eu disse-lhe: "Diz adeus à torre Eiffel, pequena. Amanhã voltamos para casa". Ela escondeu a cara no peluche inseparável e quando perguntei o que se passava olhou-me com um olhar encharcado. "Isso não se diz a uma filha mamã, queres que eu chore? Não percebes que eu adoro esta torre?"
E eu percebo.
Oh lala, se percebo.
C'est l'amour.

6 comentários

  1. Pelas fotos nota-se que se estão a divertir bastante! E só de ver já estou com desejo enormeeeee de ir a Paris!

    ResponderEliminar
  2. São aqueles momentos que não podiam ser mais perfeitos senão estragavam-se. :)
    Lindo!

    p.s.- não tiveram curiosidade em visitar a Paris subterrânea?! Oiço tanto falar...

    ResponderEliminar
  3. Manias de Mulher, foi diversão a toda a hora mesmo :)

    Uba, sim, momentos "kodak" ;)
    Não tive curiosidade em conhecer Paris subterrânea, nem me lembrei desse "lado" da cidade, para te ser sincera. O que está à superfície já nos deixou com tanto por ver que descer ao subsolo não nos passou pela cabeça. Mas deve ser engraçado... depende, nós somos mais ar livre e luz do dia :P (e a pequena ia-se passar com as teias de aranha LOL)

    ResponderEliminar
  4. Adoro Paris! :) foi nessa viagem de barco que o João me pediu em casamento (mas de forma discreta, atenção!). Temos mesmo de voltar... :)

    ResponderEliminar
  5. Andámos a fazer as mesmas coisas em Paris!! Também dei uma volta de barco pelo Sena! Pena eu não ter tanto jeito para a fotografia (nem máquina de jeito), mas posso recordar através das tuas fotos!

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.