Uma confidência (aqui que ninguém me ouve)

imagens Huset Store, via sfgirlbybay

Lembro-me de ser pequena e a minha mãe me perguntar o que queria ser quando fosse crescida e eu dizer: quero ter uma loja. Agora que sou mãe (e que cresci?), percebo que a resposta possa ter inquietado o coração da minha progenitora mas foi a resposta mais sincera. 
Hoje em dia, ao ver exemplos como esta loja Huset (que significa Casa, em sueco), na California, consigo identificar-me com um conceito e um espaço onde esse sonho de criança fizesse sentido.

3 comentários

  1. Sim, é do género de loja com que também me identifico. Mas que me "assusta" também porque os preços costumam ser upa, upa! lol
    A minha faceta forreta fala sempre mais alto.
    Beijocas <3

    ResponderEliminar
  2. Nunca se sabe não é? O futuro a nós pertence :)

    Bjs xx

    ResponderEliminar
  3. Uba, já conheces a minha faceta colega da tua :) mas o que gosto é do "ar" da loja, dos artigos também mas os preços são... "nórdicos" :D

    Paula, verdade! you never know... ;)
    beijos

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.