x

Dos virus

imagem da minha praia, via Instagram

Seis anos depois de ter sido mãe, considero que já domino alguns vírus. Ben-U-Ron intercalado com Brufen, umas vaporizações, doses grandes de mimo e os vírus desistem. São dias complicados, cansativos mas passageiros, com a perfeita noção - e gratidão - de ter uma criança saudável e cheia de energia cá em casa.
Quase vinte anos depois de ter começado a usar um computador (esquecendo os felizes tempos do Spectrum), não consigo entender os vírus informáticos. À espera de resultados de exames médicos, abri um email que pelos vistos não era o que dizia ser. Descobri tarde demais. Agora o Windows, que sempre me irritou com janelas de FATAL ERROR e janelas de mensagens que não acrescentam nada aos problemas que enfrentamos, multiplica-se em ainda mais janelas com pessoas desnudadas, publicidades nunca vistas e bloqueios irritantes enquanto navego pela internet. 
As cópias de segurança estão feitas mas há sites de Câmaras Municipais que preciso de consultar, há uma loja online que preciso de actualizar e há uma paciência prestes a esgotar. Há quem sonhe com um Ferrari, uma Bimby ou uns sapatos de sola vermelha. Eu sonho com o dia em que cá em casa só há maçãs. Apple para os amigos. Incompatíveis com uma série de coisas inúteis mas que funcionam com um botão. Isso e uma viagem ao Machu Picchu. Se bem que entre uma e outra, venha de lá o avião que os computadores nunca irão ser uma prioridade na minha vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Com tecnologia do Blogger.
Design + development by MunichParis Design