Uma sugestão de leitura


O livro saiu no ano passado mas só agora o estou a ler. Que prazer, ler um livro que nos faz sorrir e sentir bem! O Miguel Esteves Cardoso acompanha-me desde a adolescência, nas leituras desde "O amor é fodido"  ou "O cemitério de Raparigas" e na TV, quando eu espreitava o meu pai a ver A Noite da Má língua, onde o MEC, o Rui Zink, o Manuel Serrão, a Rita Blanco e a Júlia Pinheiro me deixavam curiosa, faziam rir e refletir sobre os assuntos da atualidade... há 20 anos atrás. Noutros tempos, em que um canal privado significava irreverência, novidade e diferença.

Apesar de eu ser mais nova que o MEC, sinto que o percebo. Ou percebo a forma como o seu pensamento se foi alterando. Percebo esta felicidade que ele encontrou nos braços da sua Maria João. Porque é assim que eu me sinto nos braços do meu José Manuel. E são estas as palavras que espero que a minha filha, um dia, também entenda e com as quais se identifique. 

Sem comentários

Com tecnologia do Blogger.