x

Descobrir Valencia


Valência tinha ficado sempre fora das nossas rotas pela Península Ibérica. Por vários motivos, até hoje não a conhecíamos mas estas férias foram marcadas de forma a não deixar escapar uns dias na terceira maior cidade espanhola
Embora não seja parte da Catalunha, o catalão é parte da cultura da cidade e a língua é falada em toda a Comunidade Valenciana, como facilmente podemos constatar quando as indicações para a "playa" são substituídas por "platges".

De este a oeste a cidade é atravessada por um parque natural com 9kms de extensão. Tudo isto poderia parecer vulgar não fosse a forma e geografia do parque lembrar o leito de um rio. Descobrimos então que o parque foi, efetivamente, construído no antigo leito do rio Turia, que foi desviado após este ter inundado a cidade em 1960. O parque está sempre cheio de pessoas, a passear ou a praticar desporto, de manhã à noite.
Apesar de ser uma cidade grande, andamos a pé na maioria do tempo, usando apenas o metro para a deslocação até à costa marítima, onde encontramos umas praias fantásticas com uma deliciosa e quente (28ºC) água mediterrânica à nossa espera. Segundo a minha filha, a água é quente porque estávamos em frente a Ibiza (podem recordar aqui).

A cidade tem um pouco de tudo. Desde os cactos gigantes do Jardim Botânico ao fantástico Mercado Central (que continua um mercado e não um espaço gourmet), tudo isto percorrendo as simpáticas ruas e praças do centro histórico até chegarmos à Cidade da Artes e Ciências (um complexo arquitetónico, cultural e de entretenimento, projetado pelo arquiteto Santiago Calatrava). Aqui a escala é outra. Tudo é monumental (ainda hoje muitos se referem a este local como uma obra faraónica) e diferente do que habitualmente conhecemos.
Igualmente fantástico é o Bioparc, um parque de animais desenhado segundo o conceito de "zooimersão". Quer isto dizer que visualmente podemos observar vários habitats sem barreiras arquitectónicas e o mais parecido possível com o seu ambiente natural e selvagem. Eu não sou fã de zoos mas este espaço é imperdível. Não há grades nem paredes de cimento, e se tiverem a nossa sorte, vão ficar rodeados de simpáticos lémures a toda a volta (incluíndo por cima das vossas cabeças.).

Incluo alguns links para os nossos locais preferidos na cidade.

Jardim Botânico (link)
Mercado Central de Valencia (link)
Cidade das Artes e Ciências (link)
Bioparc (link)


Sem comentários:

Enviar um comentário

Com tecnologia do Blogger.
Design + development by MunichParis Design