x

Uma carta para mim


Há 5 anos atrás escrevi uma carta cujo destinatário era eu.
Numa folha A4, frente e verso, descrevi o que sentia na altura e, apesar de ter enumerado alguns objetivos (compilados numa folha Excel) que gostaria de ver cumpridos, escrevi sobretudo acerca de motivações e aprendizagens, de uma busca muito pessoal que trouxesse resposta às centenas de dúvidas e incertezas que sentia nessa altura. Para os outros tinha tudo para me sentir bem mas  para mim, faltava o essencial.
Ontem reli esse texto e percebi o tanto que mudou a partir do momento em que tive a coragem (rodeada de medo extremo) de tomar a difícil decisão de me despedir. Acima de tudo, percebi o quão próxima me sinto de encontrar o meu caminho. Sim porque nós imaginamos uma coisa mas depois há erros, obstáculos e decisões que nos fazem tomar opções contrárias às que imaginamos.
E é nessa altura que damos um passo em frente.

Hoje reli o texto das "Batatas" (link), recordam-se? Escrevi-o em dois, três minutos no máximo. Soltei tudo cá para fora e ainda hoje me lembro do dia em que as fotografei e senti tudo aquilo que descrevi no texto. A grande diferença é que hoje, quando vou a casa da minha avó, sou os morangueiros que crescem, se multiplicam e florescem durante todo o ano, dentro de um bidão de plástico, quase ao abandono. Ninguém fica indiferente quando passa por lá. E quando eu ou a minha filha vemos um morango madurinho, salivamos antes mesmo de o trincar, só por imaginarmos o gosto dele na nossa boca.

Não sei onde estarei daqui a 5 anos mas é muito confortável a ideia de que muitas coisas poderão ter mudado. É assim eu quero continuar a viver a minha vida. A comer algumas babatas mas principalmente a salivar pelos momentos em que trinco o morango e tudo se torna, absolutamente delicioso.









2 comentários:

  1. Lembro-me tão bem... mas seguiste o teu instinto e procuraste a tua felicidade para além do medo. Orgulho em ti! Beijinhos grandes xx

    ResponderEliminar
  2. E o medo continua a existir, acho que a diferença é que agora o sinto como um motor para novas aprendizagens e aventuras.
    Um beijo grande para ti e para toda a restante linda família!

    ResponderEliminar

Com tecnologia do Blogger.
Design + development by MunichParis Design